domingo, janeiro 28, 2007

E beber Café? Só ... "Café"!

Eu não percebo qual é a cena com o Café e a idade...

Quando vou jantar, ou almoçar, fora com os meus amigos é normal que a maior parte deles peça um café no fim. Eu como não gosto de café não costumo beber, tudo tranquilo perfeitamente normal.


Mas é quando vou jantar com os meus tios ou com outras pessoas com mais idade que eu reparo numa certa esquisitice relacionada com o café. É que é rara a pessoa a pedir simplesmente "Café", ele é o café curto, o café cheio, o café pingado, o café pingado (mas bem pingado), o carioca de café, o carioca de café (bem fraquinho), o café com chávena aquecida, a meia de leite (em que a outra meia é de café), o café descafeínado, o café cafeínado, etcetera etcetera (E para não falar dos tipos de café que há...)!! Estou para ver alguém a começar a pedir café com colher aquecida, o pires morno, o café rosinha, café morno no centro, café com chocapic, ... e outras mil e uma variações...

Acho que no fundo deve ser uma maneira de manter um vício sem que ninguém dê por isso "O café faz-me mal, mas com um pinguinho de leite até faz bem, é quase como se não fosse café"... Mas no fundo quem ganha com isto são as empresas de café, pois o café continua a vender-se, o próprio café também não sai a perder pois a sua fama cresce
misturada com outros produtos e a sua, quase, omnipresença vai-se fortalecendo nas mesas dos cafés e dos restaurantes, para já não falar das casas. E se calhar as pessoas aproveitam as variâncias para mudar um pouco a sua rotina! Quem se lixa são os empregados do café que têm que aprender mil e uma maneiras de servir café, não que seja difícil... mas o café normal é tão mais simples!

A mim só me chateia quando os familiares me pedem para ir buscar café... é que se fossem 4 cafés, era tarefa muito mais tranquila, do que pedir um café, um café curto, um carioca de café fraquinho e um café pingado, bem pingado...


Há vezes em que fico a precisar de beber um café para tratar das dores de cabeça... com limão.

PS: Alegrem-se... constou-me que iam abrir um Starbucks Coffee em Lisboa.

1 comentário:

Soraie Cristine disse...

Como sou grande apreciadora de café não posso deixar de comentar.
Não concordo com a maneira como as pessoas hoje em dia usam e abusam do café.

Ora vejamos, saem de manhã vão ao Café (estabelecimento) e pedem 1 galão (logo ai é o belo do café com leite em maior abundância), depois de almoço 1 cafezinho e à noite, se forem sair, ainda outro café. Na verdade nem o saboreiam bebem-no só por beber.

Tornou-se um hábito a puxar para o vício e parece que houve um descontrolo. E depois, é claro que concordo contigo, é ridículo a variedade de maneiras que inventaram para tomar um simples café.

De qualquer maneira, apesar de gostar imenso de café só bebo às vezes e de preferência um bom café, não aquelas coisas ranhosas que parecem água de lavar pratos que se tiram nas máquinas da faculdade (e em alguns Cafés também).

E pronto já escrevi demais.
**