domingo, maio 14, 2006

Ele há merdas... que enfim...

Contaram-me que houve caloiros da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP) que tiveram que fazer o cortejo da Queima das Fitas do Porto todo de quatro, isto porque faltaram a não sei quantos dias de praxe... Isto não me cabe na cabeça...

Uns amigos meus presenciaram também um momento "praxístico" (entre aspas porque para mim aquilo não é praxe) do Instituo Superior de Línguas e Administração (ISLA). Momento esse em que um gajo insultava de tudo e mais alguma coisa os "seus" caloiros e mandava-os rebolarem pelo chão de um lado para o outro... entre outros tipos de actividade física... Parece que o espectáculo se prolongou por, cerca de, meia hora. Depois de ouvir isto acho que se impõe três questões... 1- O gajo será demente?, 2- Será que os caloiros são dementes?, 3- Será que sou eu que sou demente, por não achar isto normal?!

Depois destes dois exemplos de "praxe" fica uma certeza no ar... a praxe de Engenharia é verdadeiramente fantástica! Quase perfeita! E isto apesar de alguns defeitos que eu sou dos primeiros a apontar!

3 comentários:

Soraie Cristine disse...

O gajo era demente e os caloiros... Bem... Não queriam ficar "marcados" por não fazerem o que um veterano estava a "ordenar". É sempre assim, quando o "poder" sobe à cabeça de algumas pessoas.
Tu não és demente simplesmente, a demência dos outros não te passa despercebida!
Beijo

weevil disse...

Não te preocupes, isto é algo a que estava habituada no meu ano de caloira.. Parece que depois piorou, enfim... Foram vários os motivos que me levaram a afastar-me da dita "praxe" de JCC (aka "praxe oficial", a ligada a Letras). Algumas pessoas, uma em especial, precisavam de fazer isto para se sentirem bem, porque lá no fundo é escasso o seu valor próprio. :P

Anónimo disse...

embora correndo o risco d ja n ser lido este comentário aki vai:
n e fisicamente possível k alguem percorra todo o cortejo de quatro nem foi o k s passou com os caloiros de nutricao. Passaram sim a tribuna d 4, o k n é nada de especial. e ao k eu vi no fim de passarem a tribuna estavam muito felizes e contentes. dura praxis sed praxis